domingo, 3 de agosto de 2008

Campanha pelo português correto em blogs

Há pouco mais de um mês escrevi um post no blog do diHITT, com o título "Erros de português em blogs". Transcrevi abaixo o texto original:


Sempre vejo pela blogosfera e acho que vocês, colegas do diHITT, também vêem, textos escritos sem o menor zelo com relação a ortografia, concordância, pontuação das frases, etc. Isso sempre me incomodou, mas hoje aconteceu algo que me fez acordar para um grande problema: as pessoas que escrevem desse jeito nem sempre se tocam do que estão fazendo e quem visita os blogs não faz qualquer comentário nesse sentido. Por vários motivos, creio eu. Por não querer chatear o escritor, por não querer parecer chato e até por não saber que está errado! Não sei o que é pior: o que não sabe ou o que se omite diante dos erros escandalosos.

Não vou ser hipócrita de dizer que não erro, que sempre sei o que é correto. Mas eu me asseguro do que escrevo usando o Aurélio, o Google e tudo o que estiver ao meu alcance. Tento fazer o melhor e me sinto aliviada quando alguém corrige um erro que cometi, pois tenho a chance de consertar. Já aconteceu isso no meu blog. Essa é a forma de garantir que eu seja bem entendida no que escrevo. Queria que todos tivessem essa preocupação, mas parece que foi ensinado nas escolas e nas casas dessas pessoas que qualquer forma de expressão tem que ser aceita, mesmo que esteja fora das normas da língua. O que importa é passar uma mensagem. Mas que mensagem, se eu não consigo entender bem o que essas pessoas querem dizer?!

O que aconteceu hoje me chamou a atenção para o problema de ficarmos omissos diante dessa situação. Foi o seguinte:

Participo de comunidades no Orkut para divulgação dos posts do Sarapatel de Coruja, naqueles joguinhos tipo "Comente no blog acima". É uma boa forma de conhecer outros blogs e se fazer conhecido. Pois bem, entrei num certo blog e percebi que o escritor, além de cometer erros de ortografia, não utilizava sequer um ponto ou vírgula num parágrafo inteiro! Aquilo me incomodou tanto que resolvi comentar dizendo que tivesse cuidado com a escrita, pois a qualidade do blog dependia de textos bem escritos. Até achei que ele fosse se indignar, se chatear, me dizer desaforos (já aconteceu isso antes!), mas não. Ele veio até meu blog e deixou um comentário. Vou transcrever abaixo, resguardando o autor e seu blog, claro. Pelo comentário vocês poderão fazer uma projeção de como são os textos nesse blog.

"ola alcione obrigado pelo toke no meu blog, mas apesar desse problema não incomodar a maioria dos leitores do blog esse problema em breve vai acabar com a entrada de mas um membro no blog ( um professor de portugues)

abraços!"

O que me chamou mais atenção nesse comentário é o fato de os leitores não se incomodarem com o problema! Ninguém nunca disse a ele o que eu disse! Bom, o objetivo desse post é fazer uma chamada para que vocês que se incomodam com esse problema, como eu me incomodo, não se omitam quando encontrarem blogs assim e digam, de uma forma delicada, amigável, o que estão vendo. Assim como eu, vocês também poderão ter retornos desagradáveis, mas também terão bons retornos, como já tive. Caso o retorno seja desagradável, apague a mensagem e pronto. Mas se o retorno for agradável, imaginem o bem que estarão fazendo a essa pessoa e a satisfação que você terá ao ver que ajudou a tornar a blogosfera mais inteligível!


A partir desse texto surgiu a idéia de fazer uma campanha educativa pelo uso do bom e velho português nos blogs, pois esta é a nossa língua. Não queremos que os textos sejam desprovidos de humor, gírias ou qualquer outra manifestação de emoções, como é comum nos blogs e em toda a internet. O que defendemos é que os textos sejam cuidadosos, sejam escritos de forma que o leitor saiba o que o autor quer dizer. Para isso não é preciso que se use palavras complicadas, linguagem culta ou inacessível aos leitores. É preciso que os autores de blogs escrevam as palavras corretamente, usem pontuação e concordância em seus parágrafos. Isso já está de bom tamanho.

Citando um amigo do diHITT que comentou sobre o assunto:
"Não são os erros de ortografia esporádicos que me afligem. São erros gramaticais grosseiros e esses não decorrem de uma má cópia, de teclado com "problemas" ou de erros de digitação. Decorrem sim, como se disse atrás e muito bem, de alguém que pura e simplesmente não sabe português e não quer aprender."
Algumas pessoas dizem que não voltam a blogs mal escritos. A maioria não alerta o autor sobre os erros para não parecer pedante, antipático. Eu costumo alertar e quase sempre me agradecem por isso.


A campanha

Esta campanha consiste em fazer uma blogagem coletiva sobre o assunto no Dia do Blog, 31 de agosto de 2008. Todos os blogs que quiserem participar da blogagem coletiva devem usar um dos selos abaixo, aliado ao post:



Para que os leitores sempre saibam do que se trata a campanha, é bom que se use o selo como um banner, apontando para sua própria postagem. Para quem não sabe como transformar o selo em um banner, veja aqui. É só você hospedar a imagem no site de sua preferência e colocar o endereço no local especificado do código. Coloque também o endereço da sua postagem no local indicado.

Também é importante que no texto haja um link para este post aqui. Assim todos saberão como surgiu a campanha.

Agradeço a todos que apoiaram a idéia e que ajudarão a fazer da blogosfera um lugar melhor para se ler!

UPDATE

Encontrei uma entrevista feita pelo site Nota 10 com o professor Pedro Demo, um dos mais famosos sociólogos do país. Nesta entrevista ele fala sobre a linguagem no século XXI e, em especial, sobre a linguagem usada na internet. Vou transcrever um trecho desta entrevista em que Pedro Demo fala sobre o internetês:
"Assim como é impossível imaginar que exista uma língua única no mundo, também existem as línguas concorrentes. As sociedades não se unificam por língua, mas sim por interesses comuns, por interatividade (como faz a internet por exemplo). A internet usa basicamente o texto em inglês, mas admite outras culturas. Eu não acho errado que a criança que usa a internet invente sua maneira de falar. No fundo, a gramática rígida também é apenas uma maneira de falar. A questão é que pensamos que o português gramaticalmente correto é o único aceitável, e isso é bobagem. Não existe uma única maneira de falar, existem várias. Mas com a liberdade da internet as pessoas cometem abusos. As crianças, às vezes, sequer aprendem bem o português porque só ficam falando o internetês. Acho que eles devem usar cada linguagem no ambiente certo – e isso implica também aprender bem o português correto."
Veja a entrevista completa aqui.

O que Demo defende é o mesmo que nós defendemos, creio eu: existe lugar para todo o tipo de manifestação. No MSN e nas mensagens SMS, o que importa é a velocidade com que se escreve. Então, a abreviação de palavras, o internetês e o miguxês (para quem entende!) são aceitáveis. Mas num texto escrito com mais critério, na intenção de comunicar idéias e não só de enviar recados, é necessário usar o português correto. Escreva em internetês numa redação de vestibular, numa prova de concurso e veja o resultado! Escreva um artigo ou um livro, que não trate desse assunto, e veja se vai ser publicado! Escreva numa prova ou trabalho de escola... Bem, aí já não sei mais o que pode acontecer, já que estão forçando o professor a fazer "vista grossa" para tudo e aprovar o aluno de qualquer jeito. E lá se vai a educação pelo ralo...

Siga-me no Twitter e fique por dentro das novidades!

40 Comentários:

fábio C. Martins disse...

Adorei a campanha. Será que posso usá-la no meu blog?

Beijos e parabéns!
_________
Folhetim On Line

Nany Mckenzie disse...

Eu assim como você,me encomodo com esses erros ortográficos.
Mas não me sinto no direito de ir ao blog da pessoa e crítica-la mesmo que seja uma crítica construtiva,entende !?
E sobre os selinhos,eu achei legal a idéia.

Beijos.

bizarrices69 disse...

Escrever certo não significa exatamente nada ... Infelizmente ...

r a f a disse...

Apesar de escrever abreviando palavras, usando gírias e palavrões no orkut e no msn, no meu blog escríto, o chafariz.blog.com, sempre procurei escrever corretamente, e me dói ler blogs que são escritos de qualquer forma.

A qualidade de conteúdo dos blogs já não é nada demais, e sem uma forma minimamente adequada fica difícil.

Façamos nossa parte, então!

Lucho disse...

Aprovo essa campanha, e digo mais. Creio que uma campanha assim deve ser expandida por toda a Internet, não somente a blogosfera.

Afinal, não é raro você se deparar com erros grosseiros de português por toda a Internet. O Orkut, por exemplo, é uma fonte quase que inesgotável de erros grosseiros, mas não é a única.

Infelizmente, a impressão que dá é a de que é legal escrever errado. Isso motivado ainda mais por essa modinha idiota de escrever com aquele "idioma" de débil mental que é o miguxês.

Edu França disse...

É preciso pq a coisa anda feia por aí... risos

Anônimo disse...

Português Correcto.

Sandro S. Sorte disse...

Entendo tua preocupação, mas eu apoio a livre expressão no blog que é um instrumento pessoal de comunicação. A língua portuguesa é viva e dinãmica, ela nunca estará a mercê de uma gramática normativa com suas milhôes de regras, muitas delas sem funcionalidade.Lembre-se que muitas dessas regras e construções, ou formas corretas de se escrever eram consideradas erros gramaticais no passado e com a larga utilização tornaram-se oficiais.Lembre-se de Guimarães rosa e seus inúmeros neologismos, que para muitos são imcomprensíveis, mas para outros são belas formas artítisticas de um escritor, preferindo seguir suas própras regras, seu jeito peculiar de transmitir emoções. A internet, ou melhor, o blog pode ser sim um ambiente em que o internauta está livre das pressões empreendidas por convenções sociais, na sua aventura rumo a uma expressão mais livre. Não apoio tornar esse ambiente uma forma de excluir ou menosprezar o outro.

OBS: utilizar a norma culta da língua portuguesa não garante que todos entendam seu texto!!!


Abraços!!!!!!!!!!!!

DuDu Magalhães disse...

Penso que omitir ante fatos do tipo, é contribuir pra essa penúria A-crítica

Conquistadores (Didixy) disse...

Legal a idéia. Muito blog precisa melhrorar na escrita, mas acontece que nem todos estão interessados nisso.

É só eu colocar o selo e fazer um post no dia?

bob.loco Ah ViDa Eh lOcA mAnO!!! disse...

pois é
o que acontece muita gente nao fala pro escritor consertar os erros

eu sempre que visito um blog e posso ajudar com dicas eu do
mesmo nao sendo um blogueiro com um blog que se diga sem defeitos, eu sei que tem coisas que ainda nao estao legal neles
mas msmo assim tento dar dicas que ja nao cometo mais em meu blog
e o uso da escrita sem erros nao é so bom para o visual do blog como para a leitura do visitante

abraços
http://blogaragem.blogspot.com
http://www.orkut.com.br/Community.aspx?cmm=48465553

nicestthing disse...

Boa a idéia, mas para mim não é preciso as coisas estarem corretas para me agradar, antes o conteúdo do que a embalagem, pelo menos na minha cabeça é assim.

Douglas Lopes disse...

Até que enfim consigo acessar esta página hahuahu como eu disse antes Alcione, nao estava carregando os posts, tive até de trocar de navegador e desativar as imagens hehe.

Nossa aquela resposta do amigo blogueiro é de doer na alma srsr eu já tinha visto um blog escrito assim e nem me dei ao trabalho de terminar de ler o artigo.

Todo mundo comete erros de português, na pressa de escrever ou por falta de atenção mas tem coisas que são para deixar qualquer pessoa de cabelo em pé mesmo.

Passe no meu
http://recomendandosites.blogspot.com/



-----------------------------------------------------
Se você precisa de um discador super rápido, estável,que não caia toda hora e que além disso lhe dê muitos prêmios, então vc precisa conhecer o CresceNet

Mais detalhes em:
www.cresce.net/site/home.asp?id=253013
ou
www.douglaslopes.20.01.zip.net

blog disse...

Erros esporádicos acontecem, claro. Poucos têm o domínio sobre a concordância, sobre a regência, sobre a ortoépia, sobre a prosódia - sobre a sintaxe em si.

A questão é mais complexa: a web tornou-se uma terra em que a lei é feita por quem assim a fizer. Ou seja: em linhas gerais, não há lei.
E a humildade bateu asas e voou. Qualquer um se ofende quando corrigido.
Uma pena.

Eu, que sou professor de Gramática, encontro deslizes em quase todos os textos que leio. Não me manifesto. Cuido dos meus textos - os quais não possuem os tais deslizes porque primo sempre pelo zelo formal. Mas admito que ninguém está imune ao erro.

Não sei se adianta de algo essa campanha.
Mas adiro.

jubliana. disse...

Adorei o assunto. Sempre procuro me policiar ao escrever, seja num texto só pra mim ou pra outras pessoas lerem.

Mas enfim, esse descaso com o português não acontece só aqui na blogsfera e acredito que não seja só culpa da geração internet que vêm causando esse desinteresse.

O fato é que hoje mesmo recebi um convite de formatura e consegui em algumas leituras perceber muitos erros, tanto de ortografia quanto de coesão e coerência. Absurdo!

Eu apoio a campanha!

Gabriel Meissner disse...

Excelente a sua idéia!

Já coloquei o selo da campanha no meu blog e no dia 31 participarei da blogagem coletiva.

leonardo r. disse...

irei participar com certeza.
acho ridículo textos em blogs com erros de ortografia, concordâncias, etc. se é para escrever, que seja feito da maneira correta!

chega de linguagem de internet ou até mesmo o miguxês (acreditem, já vi muitos).

[]'s

leonardo - umtudo.com

Alcione Torres disse...

Alguém escreveu lá em cima que essa é uma forma de excluir e menosprezar as pessoas e que a língua portuguesa é dinâmica.
Nós não estamos querendo menosprezar nem excluir ninguém. Ao contrário. Quem leu o texto de verdade viu que a preocupação é fazer com que as pessoas que não sabem escrever corretamente, aprendam, se esforcem para se fazer entender, não fiquem servindo de motivo de chacota na blogosfera. Os blogs e as comunidades do Orkut estão recheados de pérolas e todos riem de quem comete grandes erros. Isso é que é inclusão?
Quanto à língua ser dinâmica, não tem nada a ver com o que coloco aqui. Quando as regras mudam, nós nos adequamos. Os erros dos quais falamos não são neologismos. São erros! E eu queria muito saber como é que se pode comunicar algo verdadeiramente numa Torre de Babel. É o que a internet está virando, apoiada por esse discurso do "tudo pode", "é exclusão", "ninguém erra", etc.
Ah, e ser bem entendido começa por escrever corretamente. É por isso que os alunos estão chegando às universidade sabendo apenas marcar X. Ninguém mais sabe escrever! É o caminho para o fundo do poço na educação!

vanessa disse...

Não sei com que moral a autora dessa postagem faz afirmações dessa categoria. Ela possui a verdade?

Uma pessoa que escreve "(...)Quem leu o texto de verdade viu que a preocupação é fazer com que as pessoas que não sabem escrever corretamente, aprendam, se esforcem para se fazer entender (...)" não tem condições de chamar a atenção de outrem.

É preciso saber, querida, que não se separa, por vírgula, sujeito de predicado, assim como a ênclise é obrigatória após pausa.

Seria interessante que a arrogância cedesse lugar à simplicidade.
Se quiser chamar a atenção, saiba o que está dizendo. E veja bem: estou apenas corrigindo erros cometidos nesse seu comentário. Há, no seu texto de postagem, pelo menos dez deles.

Vanessa Saraiva

Filipe Silva disse...

Gostei muito desta iniciativa, parabéns.
Não vou escrever muito mais, pois já está muita coisa dita, apenas o meu apoio.

Alcione Torres disse...

Vanessa, infelizmente você não deixou opção de contato. Não precisava ser grosseira ao apontar meus erros. Se é contra a campanha diga e fundamente seu comentário. Me agredir não vai adiantar! E não é dessa forma que se ensina. Será que você é professora? Coitados dos alunos!
Mesmo assim, agradeço por apontar meu erro. Não poderei corrigir, pois não quero apagar o comentário que fiz. Quem entrar aqui vai ler e saber que você corrigiu bem.
Quanto aos outros nove, seria muito bom que você apontasse também.
Se você leu o texto de verdade viu que não tenho a pretensão de ser dona da verdade, mas de chamar a atenção para um grande problema da blogosfera. Se você acha que está tudo maravilhoso...

Jhennifer Cavassola disse...

kkkkk concordo plenamente!!
:)
Poxa, outro dia entrei um blog e tava escrito GENTE com J, my god!!

Pensei que era um indio blogando. kkkkkkkk

abraços

mu disse...

A pedido, parabéns pela iniciativa!

Concordo que, para garantir a qualidade da informação comunicada, é necessário prezar pelas normas cultas do português, afinal se trata de "vender bem seu peixe". Se você escreve mal e de maneira incorreta, você dificilmente ganha credibilidade pelo texto, ofuscando o motivo principal do ato de se escrever: comunicar.

Comentário para os que gostam de escrever sem prezar pela gramática e hermenêutica: imaginem que vão a um restaurante famoso, motivados por um prato delicioso e igualmente famoso. Chegando lá, desapontam-se e nunca mais voltam, pois: o prato estava sujo, mal apresentado e, acima de tudo, tinha um gosto ruim.

Osc@r Luiz disse...

Olá, minha amiga,

Demorei um pouquinho para confirmar a minha participação porque estava pensando se eu conseguiria ser original no meu post.
Pois ontem à noite eu tive a idéia que faltava.
Pois então, pode confirmar a minha participação com dois blogs: "By Osc@r Luiz (http://oscar-vg.blogspot.com) e "Flainando na Web (http://flainandonaweb.blogspot.com).
Já estou levando o selinho.
Boa sorte!
Beijos.

carlos guitar disse...

Olá, tudo bem?
Então, eu gostei muito da finalidade da Blogagem Coletiva proposta aqui. Gostaria muito de participar e colaborar com a campanha no meu blog. Eu te adicionei no Orkut. Assim que puder entre em contato.
Minha dificuldade talvez seja configurar o banner linkando para
o post original da campanha. Você não faria isso ? Se puder, vou ficar agradecido. Abraço !

Luiza Helena disse...

Oi,
Eu vou participar!
Procuro escolher bem como ulitizar meu escasso tempo livre, gosto muito de aprender e não acredito em discriminação ou julgamentos.
Não sou de dar muito palpite no blog de outras pessoas, apenas eligio aqueles que me fazem ter vontade de ler novamente.
Se os colegas blogueiros perceberem algum erro no meu blog, me avisem, pois sempre agradeço a oportunidade de crescimento!
Sucesso para todos!

lailols disse...

Eu tenho diversos posts que falam sobre o assunto, em blogs meus e blogs ou sites alheios. Eu sei de um site maravilhoso, pai-dos-burros do mais cruel agressor do idioma. Está linkado num dos meus posts.
Meu maior espanto é ler coisas como - a muito tempo e daqui há dois dias, ambas erradas porque não se usou o raciocínio. Penso até em criar selos ou banners com essas expressões corrigidas e mais outras passíveis de falha e largar no meu blog, sem link nem nada, pegue quem quiser, nem quero que digam que pegaram comigo porque não gosto de memes e não quero que digam que o feitiço virou contra o feiticeiro.
Um selo como o seu, sem a obrigação de passar adiante linkando os convidados e sendo para uma causa nobre é completamente aceitável.

Outra falha que eu observo em alguns blogs é a falta de revisão. Passam sílabas truncadas, letras fora de ordem e até palavras truncadas. Também já fiz um post a respeito.

Voltarei em breve para falar um pouco mais e deixar meu endereço que, em princípio, é o mesmo do comentário.

Grande abraço

Alexandre Brendim disse...

Meu trabalho é administrativo e marketing, arrumei um "problema" para mim quando resolvi montar o site do salão e um pior ainda, quando resolvi montar o blog.

Tento enviar pelo menos um post por dia e o faço na maior correria, entre um incêndio e outro.

Tenho a consciência que cometo muitos erros de português, de todas as espécies e ficaria extramamente feliz, se alguém me enviasse comentários me corrigindo.

Vou colocar o banner o mais cedo possível no site.

Danilo Cruz disse...

Tá precisando de um professor de português mesmo:

"ola alcione obrigado pelo toke no meu blog, mas apesar desse problema não incomodar a maioria dos leitores do blog esse problema em breve vai acabar com a entrada de mas um membro no blog ( um professor de portugues)

abraços!"

E o pessoal não se incomoda??

zephyrusprana disse...

Os erros acontecem e seria legal que olhos mais atentos dessem um toque para não estender o equivoco para leitores futuros.

Adicionei um banner no Z.

[]'s

Monthiel disse...

Olá,

A campanha é muito boa. A escrita descreve uma pessoa. Mostra o quanto a mesma é capaz de raciocinar antes de formar as palavras; mostra seu vocabulário; identifica se é um bom leitor, ou não. Mostra sua capacidade de expor suas idéias de forma clara e objetiva.

Infelizmente, no Brasil, não se tem muito incentivo a leitura. Essa que, na minha humilde opinião, é ultra-importante na forma como as pessoas escrevem.

Confesso que cometo muitos erros, pois tive um ensino precário no meu ensino-médio (supletivo). Mas procuro ler sempre. Fico prestando atenção em como as frases são montadas; pontuação, concordância, etc.

Afinal, de nada adiante ler sem prestar atenção no que está lendo.

Enfim, assunto extenso esse.

No meu blog procuro fazer o melhor, mas ainda erro bastante e adoraria que me corrigissem.

Abraços

Christiano Lima Santos disse...

Olá, Alcione!

Muito boa esta sua campanha!

Acredito que ela tenha uma importância realmente muito boa, não somente a nível de blogs, mas de outros sites também.

Vou preparar um artigo sobre a sua campanha e espero estar ponto o selo em meu blog também.

Acredito que possamos começar uma discussão entre vários blogs interessados na boa educação e informação e, assim, pensar em como expandir e amadurecer esta campanha de forma a causar maior impacto na Internet.

Um abraço e até mais!

Alfredo Figueiras disse...

Caí neste blog quáse por tropeção. Acho extremamente interessante a preocupação com a escrita correcta da lingua portuguesa nos blogs. Esta lingua tem andado de facto muito maltratada nestas andanças pela internet.
No entanto, acho que é agora a oportunidade de lançar uma campanha para a expressão correcta da lingua de Camões e de Machado de Assis, tendo em consideração que foi recentemente assinado o Acordo Ortográfico da Lingua Portuguesa. Por mim concordo com o acordo apesar de se terem manifestado algumas opiniões discordantes nos dois lados da Atlântico.
Parabéns pela idéia. Cumprimentos deste lado do mar que nos une. Portugal fica mesmo aqui ao voltar da esquina. Voltarei mais vezes a este blog de qualidade superior.

Alcione Torres disse...

Que bom que seu tropeção o fez vir parar aqui! rsrsrs
Espero que volte mais vezes!
Abs.

Fernanda disse...

Nossa, Alcione, campanha mais do que louvável. Necessária e urgente. As pessoas estão agindo como os pais de crianças mimadas, achando que "tudo pode" na língua assim como "tudo pode" na educação dos filhos. Qualquer toque, qualquer conserto, nossa! é pra reprimir, é pra traumatizar... Isso é palhaçada e cria filhos ruins, tanto quanto cria escritores que simplesmente não são compreendidos (por não serem compreensíveis). É triste ver que os pretensos escritores tratam pontuação e afins como acessórios. São analfabetos, por mais que conheçam letras e fonemas. São analfabetos funcionais porque não sabem utilizar de verdade o seu próprio idioma. Sem saber reproduzir o pensamento no papel ou na tela, não conseguem dominar uma tecnologia muitíssimo mais simples do que o computador, o mp3 ou o celular de última geração. É triste, é lamentável, é algo digno de pena. Sem pontuação, sem ortografia, o texto é uma carniça sem alma, um corpo inanimado, que tem músculos, tem esqueleto, mas não respira. Que mais blogueiros façam e adotem campanhas como a sua! Um sim à Flor do Lácio bem regadinha, plantada em vasos ensolarados! :-) Beijos e muito sucesso!!

Anônimo disse...

AH! KI GENTE XATA! NADA RESISTE A VELOCIDADE E DINÂMICA DO TEMPO...NEM A PERENIDADE DA PRÓPRIA PALAVRA. UM USUÁRIO COMPETENTE DA LINGUA É AQUELE QUE MELHOR USO FAZ DELA, QUE SABE ADAPTÁ-LA A TODAS AS CIRCUNSTÂNCIAS E CONTEXTOS. PARA CHEGAR A ESSE NÍVEL, ELE DEVE SABOREÁ-LA, EXPERIMENTÁ-LA, ENVOLVÊ-LA PELA MAGIA DE SUA CRIATIVIDADE E PENSAMENTO. COMO DIZIA BAGNO: "A MENTE VOA, ENQUANTO A MÃO SE ARRASTA!" - SOU PROFESSORA, JÁ TIVE ALUNOS NA 5ª SÉRIE QUE NÃO SABIAM LER, NEM ESCREVER, MAS NÃO ACREDITO QUE É IMPONDO UMA NORMA E DIZENDO O QUE É CERTO E ERRADO, QUE MUDAREMOS ESSA SITUAÇÃO. TODA MUDANÇA, PARA SER POSITIVADA, DEVE PARTIR DE UMA MOTIVAÇÃO INTERIOR E ESSE É UM PROCESSO MUITO INDIVIDUAL. EU SEI ESCREVER DE TODAS AS FORMAS, EM TODOS OS CONTEXTOS E JÁ TIVE TEXTOS PREMIADOS(QUE, POR SINAL, ESTAVAM REPLETOS DE ERROS). A GENTE TEM QUE CUIDAR MUITO COM AS GENERALIZAÇÕES, PARA NÃO PODAR UMA BELA FLOR, ANTES DO TEMPO. A INTERNET É UM MEIO DE COMUNICAÇÃO ELETRÔNICA, CRIPTOGRAFADA, QUE SUGERE LIBERDADE E NOS EXIGE RAPIDEZ E PERSPICÁCIA. NÃO EXISTEM ERROS GRAMATICAIS, GRAFIA CERTA E ERRADA, NESTE AMBIENTE VIRTUAL, PORQUE O OBJETIVO ALMEJADO ESTÁ MUITO MAIS VOLTADO A INTERAÇÃO DO QUE A CONSTRUÇÃO DE UM CONHECIMENTO. A GENTE EXPÕEM TRABALHOS, TEXTOS...ENVIA FOTOS....TRAVA DIÁLOGOS....COMO SE ESTIVESSEMOS INTERAGINDO PARALELAMENTE EM OUTRA REALIDADE. ESSA LIBERDADE QUE VOCÊS TANTO CRITICAM, NA MINHA OPINIÃO, É A MELHOR FERRAMENTO PARA ESTIMULAR AS PESSOAS A MANTEREM MAIOR CONTATO COM A PRÓPRIA LINGUA E REFLETIREM SOBRE A SUA FUNCIONALIDADE. DEUS, QUE É DEUS, NUNCA NOS PEDIU PARA ESCREVER LIVROS, GRAMÁTICAS, PADRONIZAR, ESQUEMATIZAR E ESTABELECER REGRAS A FIM DE REGULAMENTAR AS NOSSAS REALAÇÕES. AO CONTRÁRIO, NOS SUGERIU QUE PASSASSEMOS A ENXERGAR O OUTRO COMO UMA EXTENSÃO DAQUILO QUE SOMOS, PARA PODERMOS AMÁ-LO E RESPEITÁ-LO, COMO NOS AMAMOS E RESPEITAMOS. E LIDAR COM AS DIFERENÇAS AINDA É TÃO DIFICIL, NÉ?! MAS O QUE É UMA PALAVRA? UMA JUNÇÃO DE LETRAS? NÃO!!!!! UMA IMAGEM-PENSAMENTO...ISSO É UMA PALAVRA....AI, QUE NÃO PASSE NENHUM PODETA MODERNISTA POR ESTA PÁGINA, PORQUE CORRE O RISCO DE SE SENTIR OFENDIDO! AU REVOIR. FRANEY REITZ

Alcione Torres disse...

Afff!! Quanta bobagem!

Anônimo disse...

Ressalvadas as exceções, os blogueiros não toleram críticas, principalmente aquelas que contemplam alguma agressão ao vernáculo, e são apoiados por gênios como "Professora" Franey Reitz que perpetrou o longo, ininteligível e absurdo comentário que antecede o de Alcione. Ela, a Franey, afirma que já teve premiados textos repletos de erros. Prudentemente, ela se abstem de mencionar os textos, as pessoas a quem foram submetidos e os julgaram bons, bem como a natureza dos prêmios recebidos.
Lamento aparecer como anônimo. Meu nome é Hector e não tenho nenhuma das contas requeridas.

Alcione Torres disse...

Hector

Obrigada pelo comentário. Para colocar seu nome e não sair anônimo é só clicar na setinha em COMENTAR COMO e escolher a opção de usar nome/URL.

Rudah disse...

cara, tipo eu tenho um blog e geralmente por tentar transformar akele assunto do post bem humorado eu propositalmente escrevo errado, com internetes e tudo, mas tipo vlw a dica, ta de parabéns!

Postar um comentário

Os comentários somente são publicados após moderação.
A partir de 11/02/2010 os comentários ANÔNIMOS serão todos REJEITADOS e sequer serão lidos.

Related Posts with Thumbnails

Seguidores

Comentários recentes

Twitter

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO