quarta-feira, 24 de setembro de 2008

A diferença entre funcionário e escravo

Recebi estes vídeos do amigo Leandro Maranghetti e confesso que fiquei um pouco chocada no início. O entrevistado não mede as palavras e diz coisas que nem todo mundo vai gostar de ouvir, mas se parar para pensar um pouco vai perceber o quanto ele tem razão.

Os vídeos não são grandes e vale a pena ver todos.

Você concorda ou não com o que ele diz? Independente da resposta, talvez faça uma grande diferença na sua vida começar a pensar nessas coisas.









Siga-me no Twitter e fique por dentro das novidades!

18 Comentários:

Rodrigo Piva disse...

Acho que ele tem razão sim. É que dizer essas coisas chama-se "politicamente incorreto", e muita gente não tem coragem apesar de pensar da mesma forma.
Parabéns pelo post!
Beijo

João disse...

Alcione,

Não pode-se deixar de concordar com a analise dele,pois ela contém algumas verdades para a libertação meritória do trabalhador.
Ele precisa de qualificação geral,para haver a especialista.

Um problema em muitas situações é o capataz e seu dono por vezes não pretender essa evolução do escravo...para ele continuar sendo.

Abraço amiga,
joao

Marcus Aragão disse...

Claro que concordo!

Esta entrevista foi sensacional, o posicionamento do Waldez em relação ao que está acontecendo hoje é verídico e certo. Não podemos deixar de observar a postura de muitos funcionários, principalmente os de serviço, quando precisamos acessar algum produto ou reclamar sobre alguma coisa.

Parece que todos estão cada vez mais na estatística do "trabalho errado porque ganho pouco", quando deveria fazer o que o Waldez indicou.

Muito bom!

Abraços,
Marcus Aragão

Girls Wireless disse...

Eu concordo sim, porém eu achei um pouco pesado, também fiquei chocada
Sim: Valeu pelo selo e eu add seu banner no meu blog, add meu link ai também.
B-jus
Dalete

Viviane Righi disse...

Não acho que um gerente possa ser comparado a um capataz. Na maioria das vezes, ele não está lá somente para coordenar o trabalho dos funcionários. Se ele realmente não entendesse o mercado, a área de atuação e as necessidades da empresa, ele não estaria lá. Um gerente precisa ter a competência necessária para conseguir resultados, elevando os "números" da empresa e mediando os conflitos que sempre existem. Mas é claro que existem excessões...

Viviane Righi disse...

Ainda estou aqui, "viajando" nesses vídeos, pois é um assunto que muito me interessa. Adorei a visão até bem humorada do Waldez, não fiquei chocada e nem me assustei: ele está certo. As pessoas precisam mesmo se especializar, voltar para a sala de aula,demonstrar o seu talento, ganhando bem ou mal. Um dia a recompensa chega, de uma forma ou de outra. Gostei demais deste post. Parabéns mesmo!

Marcelo disse...

É.. na idéia de fugir do politicamente correto ele acaba caindo em comparações meio grosseiras com a do gerente e do capataz. Mas acho que, retiradas as tintas, o que ele falou sobre as relações no mercado de trabalho atual é para ser bastante pensado...
Gostei.

Giovanna. disse...

saudades, um sentimento bonito e ao mesmo tempo que machuca, "saudades é o preço dos momentos bem vividos" eu sempre concordo com está frase.


http://sorrisosdeplasticos.blogspot.com/

Giovanna. disse...

o melhor equipamento do mundo somos nós, Seres Humanos ;D
http://sorrisosdeplasticos.blogspot.com/

Jonatas Fróes disse...

Eu concordo com ele, sem pôr nem tirar. Só acho que pegou um pouco pesado, mas enfim... A realidade não vêm como um ventinho fresco, mas sim como uma lufada pútrida hehe

;*

Musikaholic

Aninha Goulart ® disse...

Tem um Meme bem legal para você lá no Arquivinho.
Parabéns pelo blog!
Bjos!

Cruela disse...

bem, como eu não sou politicamente correta mesmo, concordo com ele.

rs

greatdj disse...

Eu já vi vários programas dela!
São muito bons!
Engrandece o nosso intelctual!

Vou tentar ver tudo ainda...
Me interessa bastante ouvir sobre economia e empregos...

Blog lolcos disse...

Lekal :D



by: mts

DuDu Magalhães disse...

Sei não hein, parece-me meio 'normal' demais...

ser diferente mesmo??

http://www.minhainspiracao.blogspot.com/

greatdj disse...

Falei que voltava para terminar de ver!
^^

O cara é mto bom e inteligente!

Eduardo Buys do Blog do Varejo disse...

Alcione, lí sua entrevista com o Gustavo Freitas, do GF Soluções, então passei por aquí, para matar as saudades do Sarapatel. E...UAL! O blog está super. A entrevista do Waldez é extraordinária (e olha que só vi ainda o 1ºtrecho).
Creio que ele está 100% certo nos conceitos mais abragentes, que nos detalhes, podem se enquadrar ou não nas particularidades. Eu sou engenheiro e varejista, e o assunto do gerente capataz é muito relativo. Tanto em obras quanto no balcão das lojas, o líder entra no jogo jogando, e não fica na arquibancada, fazendo relatório para administrar o stress do patrão. O gerente apontado por Waldez, no entanto, existe sim, em grandes orgãos públicos, repartições e até mesmo em grandes corporações que estão deixando de ser, por desatualização. A vontade é continuar, mas...
Foi uma boa oportunidade de revê-la. Abraços, Edu
-vou tentar postar os vídeos no Blog do Varejo. Se Ok, vou linkar ao Sarapatel. Eu aviso. Abs.

Prii Persi disse...

Concordo com tudo que ele disse. Acredito sim, que a palavra chave de qualquer empresa seja PLANEJAMENTO!
Se deu errado, foi falta do mesmo.

Quanto realmente você vale?
Amei!
Parabéns, pelo blog!

Beijos.

Postar um comentário

Os comentários somente são publicados após moderação.
A partir de 11/02/2010 os comentários ANÔNIMOS serão todos REJEITADOS e sequer serão lidos.

Related Posts with Thumbnails

Seguidores

Comentários recentes

Twitter

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO